quarta-feira, 14 de março de 2012

Estranhos veículos

  Um passeio pelas ruas de Turim  




Ao caminhar mais um pouco eis que deparamo-nos com uma bicicleta bastante chamativa, justamente por ser bastante antiga e estar em excelente estado de conservação. Mais uma vez não foi possível resistir ao impulso de fotografar esta preciosidade para o deleite dos apaixonados por bicicletas e ciclismo. Este modelo antigo, provavelmente do período da segunda guerra mundial, foi fabricada originalmente na cor verde militar e possui os pára lamas dianteiros num modelo “Flying Fostress” e guidão em formato de chifre, já na parte traseira ela possuía alforjes originais com dois compartimentos especiais para o ciclista carregar dois cantis tipo militar de água. Realmente uma raridade!


Ao passear pelas ruas de Turim não será difícil você se deparar com veículos não motorizados que normalmente não vemos nas ruas de qualquer cidade, e desta forma, duvido que resistirá em sacar sua câmera e tirar algumas fotografias. Como a primeira fotografia foi tirada ainda em movimento, infelizmente ficou um pouco desfocada, mas nos mostra um ciclista atravessando a faixa de pedestres com seu monociclo.  




Já este modelo, em Turim é bastante utilizado por pessoas da classe média e turistas que se locomovem pelos principais pontos turísticos da cidade, e para este segundo estas bicicletas são uma atração a mais em seus roteiros turísticos.


E quanto você pensa que não tem mais nada para ver surge do nada uma bicicleta belamente estranha sem pedais, onde o ciclista se move de pé. Em suma, esta bicicleta baseia-se em uma roda traseira com dimensões maiores que a dianteira e o condutor se coloca em posição vertical. Uma vez em movimento, para que permaneça se movimentando basta que o ciclista movimente seu corpo para cima e para baixo em uma plataforma ligada a roda traseira um pouquinho fora do eixo, ou seja com o centro de gravidade um pouquinho deslocado do eixo principal. Desta forma, uma vez iniciado o movimento basta ao ciclista aplicar uma pequena força para continuar a girar a roda e criar o movimento inclinando as escalas.


Fonte: ilchiaroscuro.altervista.org




Nenhum comentário: