terça-feira, 11 de outubro de 2011

“Ladri di biciclette”

Em comemoração ao aniversário de 150 anos da unificação da Itália, o Instituto Cultural Italiano da continuidade a uma série de filmes sobre a história cultural e política da Itália a partir da unificação, até os dias atuais. A partir do ultimo dia 04 de outubro, toda terça-feira, o Instituto vai exibir um filme diferente criado entre os anos de 1940 e 1960, que começou com a “Ladri di biciclette” neo-realista e concluindo com “La Dolce Vita de Fellini”.

“Ladri di biciclette” é considerado o filme mais representativo do neo-realismo italiano, baseado no romance de Luigi Bartolini. Os intérpretes não são atores profissionais, como quis pelo diretor DeSica. O filme conta a história de um homem pobre (Antonio Ricci) que precisa de uma bicicleta para poder trabalhar. O primeiro dia de trabalho esta bicicleta é roubada e o homem começa a sua caça desesperada pelo ladrão. “Ladri di biciclette” é um filme verdadeiro sobre a Itália do pós-guerra, enriquecida pelo desempenho muito autêntico dos atores.

Só é uma pena eu não poder estar lá em Chicago para poder conferir pessoalmente esta que sem sombra de duvidas, deve ser uma exposição belíssima no Instituto Cultural Italiano. 

Nenhum comentário: