segunda-feira, 20 de abril de 2009

PENSAMENTOS

“Ninguém pode ver nem compreender nos outros o que ele próprio não tiver vivido.”
(Hermann Hesse)



Desorganizo minhas hipóteses, minhas teses são opacas, me oponho com veemência à ordem, desorganizo, só por desorganizar.

Porque no fundo, ainda que não percebamos isso é o que de fato fazemos; desorganizamos o tempo todo, o tempo todo não entendemos, simplesmente por não haver como entender e talvez esta seja a eterna incógnita.

Cada ser tem sua visão particular, singular e intransferível do mundo e não há como alcançar o justo entendimento do outro.

Daí; querelas!

Perseguimos a fina forma, um sentido pra tudo, uma razão até para as razões, utopizamos inclusive o desutopizar, idealizamos ao desidealizar.

Por que para tudo na vida tem que haver um sentido ou uma explicação?

Quiçá pudéssemos não notar a Matrix!!!

“O home é um ser ansioso pela felicidade; no entanto, não a suporta por muito tempo.”
(Hermann Hesse)

3 comentários:

Natasha Sant'Anna disse...

Queridíssimo!!!
Preciso nem falar nada sobre seus textos.... adoro!!!!!
Vou trocar o link que tem no meu orkut por este!
Eu dei uma parada nos escritos. Estou sem motivação!!!! E correndo desembestada pela educação! Afff...

Trilhares de beijinhos doces e coloridos sempre!!!!!

Aida disse...

OI RAPAZ!

GOSTEI MUITO DA REFLEXÃO
TE CONHEÇO DO OUTRO BLOG MAS NUNCA TINHA DEIXADO NENHUM COMENTARO
SEUS TEXTOS SÃO MUITO BONS

PARABÉNS!

Nathália M. Tavares disse...

Ítalo sempre desorganizando...

Realmente, é a sua cara. rs

Parabéns, muito bom o blog!

Quando for lançar o livro, me chama pra noite de autógrafos. ;]

Beijo.